07 abril 2006

O que diria Bela Lugosi? "Beware..."

José António Saraiva

Noticia hoje a Meios & Publicidade:

"Semanário de Saraiva nas bancas a 16 de Setembro

Adriano Nobre
07 de Abril de 2006

O primeiro número do novo semanário de José António Saraiva vai chegar às bancas no dia 16 de Setembro. A data foi avançada ao M&P pelo antigo director do Expresso, confirmando-se assim que o novo título irá concorrer directamente nas bancas, aos sábados, com o semanário da Impresa Jornais. A divulgação dos restantes pormenores sobre o projecto (título, estrutura editorial e componente gráfica) foi remetida por Saraiva para a apresentação oficial do jornal, que será feita às agências de meios na semana seguinte à Páscoa.

De acordo com o responsável, definida está também a estrutura accionista que suportará o lançamento do projecto. “As negociações estão fechadas”, garantiu Saraiva ao M&P, escudando-se num “acordo de confidencialidade” para recusar confirmar o nome da entidade bancária e do empresário dos media que se associaram ao projecto. A constituição formal da sociedade está agendada “para finais de Abril”, altura após a qual serão divulgados publicamente os nomes em causa. Fica, desta forma, completo o processo formal de constituição de toda a estrutura inerente ao lançamento deste semanário, depois de no início de Março, conforme noticiou o M&P, ter sido registada a editora Comunicação Essencial Lda. Na escritura de constituição desta editora constam os nomes dos jornalistas que formam o núcleo editorial do projecto: Mário Ramires, José António Saraiva, Vítor Rainho e José António Lima. A estes juntam-se nomes ligados à área financeira como Manuel Reis Boto e António Frutuoso de Melo.

Relativamente à constituição da equipa redactorial para este semanário, Saraiva revelou que “para além do núcleo editorial, ainda ninguém está contratado”. “Só depois da constituição formal da sociedade entraremos no processo de contratações faseadas, não só de jornalistas, mas de todas as áreas necessárias para o jornal”, explicou. Entre estes, deverão ser contratadas “não mais de 15 pessoas” ao Expresso.

Ainda segundo Saraiva, “cerca de 90% da redacção deverá ser formada por jovens jornalistas, na sua maioria recém-licenciados”, aos quais se juntarão “o núcleo fundador e mais alguns jornalistas com maior experiência”. Depois de definidas as contratações dos jornalistas mais jovens, o mês de Junho será preenchido por “cursos de formação que transmitirão à redacção o enquadramento editorial” do projecto."

Mas isto pode ser do meu ouvido, que é 1 pouco mouco.

6 comentários:

  1. «cerca de 90% da redacção deverá ser formada por jovens jornalistas, na sua maioria recém-licenciados»... outra coisa não seria de esperar!

    ResponderEliminar
  2. o vício do estagiário, nas redações portuguesas, é maior que o vicio do tabaco.

    ResponderEliminar
  3. Carne fresquinha...sem "vícios"...para quem "bacalhau basta"...viva Portugal...

    ResponderEliminar
  4. acabo por me sentir um pouco como um jogador da bola... já passei os 30 e está cada vez mais difícil manter-me neste jogo. já pensei em aldrabar o CV e tudo, invento um curso no CENJOR e digo que saí da universidade no ano passado. tudo, menos referir 15 anos de profissão, porque isso é só sinal que devo estar cheio de vícios e não me dá direito a fazer parte dos 10%.

    ResponderEliminar
  5. Grande Fragoso...

    Não o teria dito melhor...

    Cheers!

    ResponderEliminar
  6. Excellent, love it! »

    ResponderEliminar