02 março 2007

Eterno balizeiro



Vi-o jogar durante muitos anos. Vi-o deixar de jogar no México, em 1986. Era um ídolo. Mesmo.

Morreu ontem, 1 de Março, sem que nada o fizesse prever. Não deambularei aqui em torno das recordações de Manuel Galrinho Bento.

Está tudo muito mais "objectivo" aqui. Ou, com todo o benfiquismo do meu grande amigo João Gonçalves, aqui.

Infelizmente isto não é do meu ouvido, mesmo sendo 1 pouco mouco.

Sem comentários:

Publicar um comentário